Diástase no pós-parto

on

Após o nascimento do bebê, a mamãe pode desenvolver uma condição pouco conhecida, porém bem comum no pós-parto: a diástase.

De acordo com a professora Sarah Crossati, do Studio VIP em Curitiba, “ a diástase abdominal é uma separação não natural das metades direita e esquerda do músculo reto abdominal, causada por pressões intra-abdominais (bebês ou gordura intra-abdominal).”

A professora explica também que, a gravidez e o parto constituem-se em eventos fisiológicos que provocam alterações físicas e emocionais com o intuito de criar um ambiente ideal para o crescimento e desenvolvimento fetal. As modificações durante a gestação são resultado da interação de quatro fatores:

  • Mudanças hormonais e musculares
  • Fluxo sanguíneo aumentado para útero e rins
  • Ampliação e deslocamento do útero em decorrência do crescimento fetal
  • Aumento do peso corporal e mudanças adaptativas no centro de gravidade e postura

O útero em constante crescimento é quem sofre as transformações mais significativas na gestação, podendo causar o estiramento da musculatura abdominal e ocasionar na separação dos feixes dos músculos retos abdominais, resultando em diástase abdominal. Esta condição pode ser observada inicialmente no segundo trimestre de gestação, tendo uma incidência maior nos três últimos meses em virtude do volume abdominal maior, assim como no pós-parto.

Logo após o parto, pode ser visível uma diástase de alguns centímetros que pode ocorrer acima ou abaixo do umbigo. Esta diástase não causa problemas para mulher, porém mesmo após o fortalecimento dos músculos pode ser percebida uma pequena separação. Em alguns casos de diástases menores, os exercícios físicos resultam em excelentes resultados, mas em casos de grandes aberturas e desalinhamento muscular é necessário realizar a sutura dos músculos (abdominoplastia). Para uma boa recuperação no pós-parto e retorno da prática de exercícios físicos, é indispensável a orientação e acompanhamento de uma profissional de Educação Física.

Diástase abdominal
Diástase abdominal

Exercícios no pós-parto

A prática de exercícios físicos no pós parto são muito importantes para as mamães conseguirem corrigir a diástase. “No entanto, devem ser realizados sob orientação de um bom profissional de Educação Física”, alerta a professora Sarah Crossati.

Exercícios no pós-parto
Procure profissionais qualificados para a prática de exercícios físicos no pós-parto

A seguir a professora Sarah responde algumas questões quanto a prática de exercícios físicos no pós-parto para os casos de diástase abdominal.

Quando começar a realizar exercícios físicos após o parto?

A pratica de exercícios físicos no pós parto deve ocorrer após liberação médica, que ocorre em geral, mais cedo em casos de parto natural em relação a cesarianas. Por este motivo, pergunte sempre ao seu obstetra/ginecologista quanto ao tempo ideal para o retorno ou início da prática de exercícios físicos.

Quais os tipos de exercícios indicados?

A prática de exercícios físicos no pós-parto deve acontecer ao poucos, com exercícios de intensidade leve a moderada (se a mamãe já praticava exercícios antes e teve um bom condicionamento físico durante a gestação, ela terá mais benefícios no retorno a prática de exercícios no pós-parto). As atividades devem envolver fortalecimento muscular prioritariamente (principalmente para as regiões abdominal, lombar e pélvica) e exercícios aeróbios, como por exemplo: pilates, musculação, treinamento funcional, corrida, bicicleta.

O importante é retomar os exercícios com calma e em baixa intensidade, pois o excesso de exercícios físicos nesse período pode diminuir a produção de leite. Por isso é muito importante o acompanhamento de um profissional qualificado.

…o excesso de exercícios físicos nesse período pode diminuir a produção de leite

Outra dica, segundo a professora Sarah Crossati, é para mamães e futuras mamães: “pratiquem exercícios físicos sempre, antes, durante e depois da gestação porque lhes permitirá um bom condicionamento físico, disposição, prevenção e melhora de dores, além de deixar o corpo bonito e em forma.”

Gravidez e exercícios físicos
A prática de exercícios durante a gravidez ajuda a ter um bom condicionamento físico

 

Vale lembrar que a diástase não depende só de porte físico da mamãe, mas também dos hábitos que ela tinha antes e manteve durante a gravidez. Dificilmente tem como saber antes, se a grávida vai ou não desenvolver diástase no pós-parto, por isso mamães procurem manter uma alimentação saudável e pratiquem exercícios físicos sempre.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *