Minha mãe e eu

Cena do filme Minha mãe e eu
Cena do filme Minha mãe e eu

Final de semana já está chegando, dá aquela vontade de deitar no sofá e assistir um filminho para relaxar né!? A dica de hoje é do filme Minha mãe e eu, ele é perfeito para distrair a cabeça, já que, a história tem um certo drama, mas sem muito choro e “sofrência” (rsrsrs).

O filme tem como personagem principal a fotógrafa Rigby Gray (interpretado por Selma Blair), que vive uma vida independente fotografando astros musicais. Rigby descobre que está grávida de um homem com quem saiu algumas vezes, mas decide interromper a gravidez para não ter que abrir mão de sua vida.

Entre várias outras histórias conflitantes entre mães e filhas se descobrindo, ela desiste de abortar seu bebê e começa a produzir um ensaio fotográfico sobre o papel de uma Mãe em diferentes famílias.

O elenco também conta com as talentosas Susan Sarandon, Sharon Stone, Courteney Cox e Christina Ricci.

Tenho que dizer que é um filme nota 3, tipo legal de assistir. Mas tem uma linda mensagem onde mostra que a maternidade não é perfeita, e nem nós mães. E a grande verdade é que ela não precisa ser, existem diferentes tipos de mães e diversas maneiras de amar nossos filhos.

…existem diferentes tipos de mães e diversas maneiras de amar nossos filhos.

Cada vez mais existe uma cobrança enorme sobre a maternidade, onde a mãe precisa ser perfeita senão ela não é uma boa mãe e seu filho não será um bom ser humano. E preciso dizer o quão enlouquecedor isso é, pois a gente se cobra demais e acha que está fazendo tudo errado. Mas quer saber a verdade? Onde há amor há perfeição, e nós mamães sabemos o verdadeiro significado do amor, porque nós o sentimos 24 horas por dia, todos os dias de nossas vidas.

Portanto mamães, vamos amar mais e nos cobrar menos. Tenha certeza de que você está fazendo o melhor que pode.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *