Outubro Rosa: Autoexame das mamas

on
autoexame-mama
Outubro Rosa

Popularmente conhecido como Outubro Rosa, o termo surgiu com o intuito de conscientizar a população da importância na luta contra o câncer de mama.

De acordo com o INCA (Instituto Nacional de Câncer), o câncer de mama é o tipo mais comum da doença entre as mulheres no mundo e no Brasil, sendo responsável por cerca de 28% dos casos novos a cada ano. O câncer de mama também pode acometer os homens, porém é extremamente raro, representa apenas 1% do total de casos da doença.

Prevenção

A prevenção contra o câncer de mama é basicamente um controle dos fatores de risco e estímulo dos fatores protetores. Ou seja, por meio da alimentação, nutrição e atividade física é possível reduzir em até 28% o risco da mulher desenvolver câncer de mama.

O controle do peso corporal, por meio da alimentação saudável e da prática regular de exercícios físicos, além de, evitar o consumo de bebidas alcoólicas e não fumar, são recomendações básicas para prevenir o câncer de mama.

A amamentação também é considerada um fator protetor, já que quando a mulher amamenta não menstrua e não ovula, diminuindo assim o nível de hormônios no seu organismo.

Outro fator preventivo segundo o INCA, é em relação a terapia de reposição hormonal (TRH), que quando estritamente indicada, deve ser feita sob rigoroso controle médico e pelo mínimo de tempo necessário.

O Autoexame, que consiste em observação e autopalpação das mamas é uma prática importante que deve fazer parte do cotidiano da mulher, ajudando desta maneira na detecção precoce do câncer.

A mamografia realizada em mulheres sem sinais e sintomas da doença, porém que estejam em uma faixa etária indicada para a mamografia de rastreamento, também pode ajudar na detecção precoce do câncer de mama. No Brasil, a recomendação atual é que mulheres na faixa etária de 50 e 69 anos façam uma mamografia a cada dois anos.

Como fazer o Autoexame

O autoexame da mama é rápido e simples, mas para se obter uma avaliação correta deve-se seguir os passos corretos.

Durante esta avaliação é importante observar o tamanho da mama, formato e cor. Além de prestar atenção se existem inchaços, saliências ou algo diferente, que não existia antes.

Caso seja observada ou sentida alguma alteração, recomenda-se procurar o seu ginecologista para a realização de exames afim de identificar o problema.

Em frente ao espelho:

Primeiro observe as mamas com os braços caídos ao lado do corpo, em seguida observe com os braços levantados (conforme figura 2). Por último, coloque as mãos apoiadas na bacia e para observe se existe alguma alteração na mama.

Autoexame no espelho
Autoexame no espelho

Em pé durante o banho:

Primeiro levante o braço esquerdo, colocando a mão atrás da cabeça. Em seguida palpe cuidadosamente a mama esquerda com a mão direita seguindo os movimentos indicados na imagem 5.

Por fim, repita os mesmos passos para a mama direita.

Na posição deitada, coloque uma almofada ou toalha debaixo do ombro esquerdo para ficar confortável e deixe o seu braço esquerdo na nuca. Palpe a mama esquerda com a mão direita e depois repita o mesmo processo para outra mama.

Autoexame em pé
Autoexame em pé no chuveiro

Lembre-se que o melhor ainda é a prevenção. Fique atenta aos sinais de mudanças que o corpo apresentar e cuide da sua saúde.

 

Fonte: INCA

 

 

 

2 comentários Adicione o seu

  1. Caroline Ramos disse:

    Olá Cláudia, boa tarde.
    Super adorei a matéria, tanto é que gostaria de saber se podemos utilizar as imagens usadas aqui para uma campanha de segurança onde trabalho. Elas possuem direitos autorais etc?

    Aguardo retorno,
    Obrigada!

    1. Yumi disse:

      Olá Caroline, boa noite!

      Que bom que adorou, fico feliz!
      Quanto as imagens, não vejo problemas em usá-las já que foram retiradas do Pinterest. De qualquer forma você pode citar a fonte das imagens também.

      Espero ter ajudado. 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *