Quando o Bebê Deve Tomar Água

Bebês necessitam de água somente após o sexto mês de vida
Bebês necessitam de água somente após o sexto mês de vida

A ingestão de água é essencial para os seres humanos, mas quando se trata de bebês entre 0 a 6 meses deve-se considerar as opiniões de especialistas.

Muitas vezes ouvimos de terceiros que você precisa dar água para o seu bebê ou ele irá desidratar. Mas a verdade é que não precisa NÃO. Com exceção apenas de casos indicados pelo pediatra.

O leite materno é suficiente para os bebês novinhos (0 a 6 meses), e até que o seu bebê inicie a introdução alimentar não existe a necessidade de incluí-la junto as mamadas. Toda a água necessária se encontra no seu leite, mesmo em dias bem quentes de verão ofereça apenas o peito com maior frequência e será o suficiente.

Quando os bebês só tomam fórmulas os pediatras divergem de opiniões, alguns pedem para a mãe complementar as mamadas com água, geralmente após o terceiro ou quarto mês. Porém a grande maioria concorda que a própria água utilizada para preparar o leite já é o bastante para manter a hidratação.

Já os bebês com mais de 6 meses de vida e que já iniciaram a introdução alimentar, devem tomar água sim, mas apenas como um complemento do leite (materno ou fórmula), devendo ser oferecida após a refeição para não atrapalhar na alimentação.

Por que não devemos oferecer água ao bebê menor de 6 meses?

No caso de bebês que não iniciaram a introdução alimentar, se ele começar a ingerir água com frequência poderá apresentar perda do peso, pois ela irá encher seu pequeno estômago fazendo com que ele pule algumas mamadas. Ou seja, o bebê ficará saciado e trocará o leite materno pela água.

É importante lembrar que dar água em grandes quantidades pode até levar a intoxicação por água do bebê, que ocorre quando o nível de sódio é reduzido e se dilui na corrente sanguínea inibindo, desta maneira, as suas funções corporais. A intoxicação pode levar a casos de baixa temperatura corporal, convulsões e em casos mais graves, até a morte.

O importante é que você esclareça sempre todas as suas dúvidas junto ao pediatra do seu bebê. Muitas vezes o excesso de opiniões (por melhor que sejam) só atrapalham. Por isso sempre que não souber o que é correto procure uma fonte confiável para te ajudar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *