A saga da rotina de sono do bebê

on

Desde o nascimento do meu filho me pergunto quem disse que bebês só dormem (rsrsrs). Antes de engravidar sempre ouvia falar que os bebês, no geral, dormem bastante até um ano de idade, porém aqui em casa não foi bem assim. Com exceção do primeiro mês, onde as sonecas do dia eram mais longas, os meses seguintes mudaram com bastante frequência.

O que aprendemos na prática é que, uma rotina de sono deve ser estabelecida o quanto antes. Porém como a maioria dos pais de primeira viagem, meu esposo e eu, erramos bastante nas primeiras semanas até aprendermos como acertar os horários do nosso pequeno.

Com o passar das semanas percebemos que o banho sempre deixava ele mais relaxado e sonolento, por isso era melhor deixar o banho para um horário mais próximo ao de dormir. E claro que, com o tempo também percebemos qual era o horário em que ele começava a ficar com sono (um forte sinal é quando as mãos ficam esfregando os olhinhos).

Vários fatores também sempre ajudavam, como ficar com ele no quarto escuro e silencioso. TV, computador, abajur, celular… tudo isso interferia quando eu queria fazê-lo dormir, ou seja, quanto menos distração melhor.

Foram alguns dias seguindo essa rotina e pronto, ele entrou no ritmo. O grande problema aí era quando surgia algum compromisso ou recebíamos visitas e acabava passando desse horário. A briga para dormir era feia, pois quanto mais cansado o bebê está, mais irritado ele fica, logo fica mais difícil de fazê-lo dormir (parece uma bola de neve).

E, como todas nós mamães sabemos, não existe maternidade perfeita. E eis que surgem os famosos picos de crescimento e saltos de desenvolvimento nos bebês. E aqui não foi diferente. Sempre que ele estava passando por essa fase, toda a rotina mudava e ele demandava muito mais de mamadas, e consequentemente acordava mais vezes durante a noite.

E tem sido assim até hoje (passaram-se 8 meses já), tem semanas que está tudo bem e de repente tudo muda, e a gente quase enlouquece.

Outro fator que percebo influenciar são as sonecas do dia. Se ele dorme pouco durante o dia ou não tira as sonecas nos horários de sempre, fica extremamente irritado quando anoitece e briga muito pra dormir.

Obviamente que cada bebê é diferente, alguns são mais preguiçosos e dormem mais, outros (que é o caso do meu filho) são mais ativos e dormem pouco durante o dia.

Mesmo assim, é bem importante que eles tenham uma rotina estabelecida, e que seja cumprida com frequência.

Qual a importância do sono para o bebê?

Rotina de sono para bebês
Rotina de sono para bebês

O sono faz bem não só para a saúde, como também para o bem-estar dos bebês.

Os pequenos necessitam de boas horas de sono, pois quando dormem produzem o hormônio do crescimento.

Uma boa saúde do sono faz bem às funções corporais e ao desenvolvimento do bebê. Principalmente nos primeiros anos de vida, são várias as mudanças que ocorrem quanto ao crescimento e desenvolvimento neuromotor. Sendo assim, dormir é extremamente importante para as crianças, seguindo até e adolescência.

Uma boa saúde do sono faz bem às funções corporais e ao desenvolvimento do bebê.

E cuidar do sono do bebê desde o seu nascimento faz bem tanto para ele como para a mamãe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *