Seja uma mãe possível

Diariamente somos bombardeados com diversas informações sobre maternidade, são blogs, reportagens, contas de Instagram, e cada uma fala de algo que é o certo, ou o que deve ser feito.

E por mais que a gente queira, é impossível levar tudo ao pé da letra e alcançar a perfeição que rodeia o mundo materno. Ser a mãe perfeita não é real, mas ser uma mãe possível sim.

Por isso, tantas cobranças e esse excesso de informação muitas vezes atrapalham. É preciso aprender a filtrar esse tanto de coisas que ouvimos e adequar tudo ao nosso cotidiano. Cada família deve perceber o que é possível dentro do seu dia a dia e de suas crenças.

Ler e aprender é sempre válido e devemos continuar em busca de conhecimento. Porém, na vida tudo é diferente, e é preciso vivenciar cada segundo que podemos.

Ser mãe é uma arte, a arte de amar e ser amado. Uma experiência única para nós e que não precisa de manual de instrução para seguir o que os nossos corações sentem.

Alguns dias atrás, tive uma conversa com uma amiga que me disse se sentir culpada por passar pouco tempo com a filha, pois o seu trabalho exige muito dela e o tempo que fica em casa é pequeno.

Mas será que é mais importante ter mais tempo ou ter tempo de qualidade?

Afinal de contas, a grande maioria das pessoas precisa trabalhar e também passa pouco tempo com os seus filhos. Entenda que crianças não tem noção de tempo, para elas aquele momento é tudo, não interessa se foi meia hora ou uma.

E quando a gente começa a entender que a vida é feita de momentos, e que o que realmente importa é estar presente, também entendemos que o melhor que podemos fazer é, se conectar com os nossos filhos. E é esta conexão que eles guardarão na memória.

Por isso fica a reflexão de que não é preciso ser uma mãe perfeita para o seu filho, é preciso que você se permita errar para acertar (e sem culpas), chegando assim, a ser uma mãe possível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *