Você sabe o que é plano de parto?

O plano de parto é basicamente um planejamento feito pela gestante, onde ela escreve como gostaria que fosse o momento do parto e também, o que não quer em seu parto.

Confesso que quando eu estava grávida eu não fui incentivada a fazer um plano de parto e nem sabia quais eram os benefícios de ter um. O meu parto, apesar de tranquilo, não foi exatamente o que eu queria e como esperei.

Por isso, se você está grávida converse com o seu obstetra sobre fazer o plano de parto e quais são as suas expectativas para o este momento único.

O que é um Plano de Parto

O Plano de Parto é um documento importante que deve ser feito durante a gestação. Nele, a gestante deve pontuar os seus desejos no momento do parto, referente a toda assistência médica dela e do bebê,  para que o hospital e toda a equipe saibam qual caminho seguir.

O plano de parto deve estar alinhado junto ao obstetra responsável, constituindo um guia com todas as medidas e possíveis intervenções que possam vir a acontecer. Mas levando sempre em consideração o que a mãe deseja para este momento.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), é recomendado que todas as gestantes façam o seu plano de parto, garantindo assim, um parto tranquilo par ela e o bebê.

Por que ter um Plano de Parto?

Além de vários benefícios, é através do plano de parto que a equipe médica e o obstetra poderão prestar assistência para a mamãe e o bebê, de maneira que os desejos e direitos da gestante sejam respeitados.

Também traz segurança e tranquilidade para a mãe que sabe o que vai acontecer, e para toda a equipe que está ciente de qual caminho seguir se for preciso algum tipo de intervenção.

Como montar um Plano de Parto

O plano de parto é um documento simples que pode ser feito por você mesma. É necessário apenas colocar os seguintes dados:

  1. Qual maternidade escolhida;
  2. Nome do esposo ou acompanhante do parto (se houver doula é preciso identificação);
  3. Quais as intervenções que a gestante permite durante o parto, as principais são: tricotomia (raspagem pelos pubianos), enema (lavagem intestinal), perfusão contínua de soro, uso de anestesia, corte de períneo; e após o nascimento: se quer contato pele e pele, amamentar, entre outros.

O documento precisa ser entregue na maternidade. Assim, garante-se que o seu momento seja tão especial quanto você sonhou e esperou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *